E se Belém for em nossa Paróquia?

Mensagem de Natal, em especial aos nossos paroquianos

É Natal! Busquemos o Menino Deus em Belém. Entremos na cidade, caminhemos por suas ruas, vejamos as suas luzes, contemplemos a sua gente, busquemos onde nascerá o Menino. Onde está o Rei recém-nascido (cf. Mt 2,2)? Busquemos, como os reis magos, Aquele que nos mostrou que o homem é capaz de Deus!


É Natal! Deus toca com afeto e delicadeza nossa humanidade. Deus se fez um de nós! Deus entrou em nosso território humano, tocou os intocáveis; fez-se presença ali, naquelas situações em que as pessoas se encontram mais feridas para salvá-las. O Natal é tempo de manifestar sem reservas aqueles sentimentos guardados ao longo do ano, é tempo romper a frieza das nossas relações pelos abraços calorosos, cheios de afeto. Até o próprio Deus foi envolvido de ternura no colo materno de Maria.


Todos os anos, somos chamados a dirigir o nosso olhar a Belém. É uma forma pedagógica para não esquecermos onde Deus nos atrai, onde podemos dizer: “viemos homenageá-lo” (Mt 2,2). Mais uma vez busquemos o Menino em Belém! Mas onde está Belém? Onde está o presépio? Onde encontrar Emanoel?


E se Belém for em nossa Paróquia? Tenho pensado sobre o significado dessa pequena cidade. Sim, talvez nossa Paróquia seja uma bela expressão de Belém, (etimologicamente significa “casa do pão”), não apenas no Natal, mas continuamente. Belém, a casa do pão, é mais que um lugar geográfico, é um lugar existencial. Belém é o lugar onde Deus deseja nascer, ou seja, no coração do ser humano.


Primeiramente é Belém porque é casa do Pão Eucarístico. Jesus é o Pão que nos alimenta em nossa caminhada de fé. Na Eucaristia está a centralidade da nossa fé, da nossa vida e das nossas ações. Deus nos “primeirea”, Ele toma a iniciativa, se adianta a nós. Ao nascer em Belém “parece querer dizer-nos que nasce como pão para nós; vem à nossa vida, para nos dar a sua vida; vem ao nosso mundo, para nos trazer o seu amor” (Papa Francisco, Homilia do Natal de 2016).


Em segundo, permitam dizer que “somos Belém”: no dia da Páscoa, ao partilhar o café da manhã com as pessoas em situação de rua; na Campanha de Chocolates ao Pequeno Cotolengo, também por ocasião da Páscoa; na Campanha do agasalho para aquecer muitas vidas que padecem na intempérie nas noites de inverno; há cinco anos temos sido Belém para as crianças do Hospital Pequeno Príncipe, com a Campanha do Leite; com as “botas solidárias” em prol da Creche das Irmãs Vicentinas e do Asilo da Irmãs Claretianas; através do Centro Social Coração de Maria e com as centenas de cestas básicas e roupas doadas a outras instituições e famílias; fomos Belém na acolhida aos visitantes, estrangeiros e pessoas em situação de rua; fomos Belém ao levar a comunhão eucarística e a alegria do Evangelho aos doentes e idosos; fomos Belém ao confortar muitas pessoas com o pão da palavra e em muitos gestos solidários, por vezes, inadvertidos ao olhar de muitas pessoas.


Em todos estes “Beléns”, tivemos a oportunidade de narrar aquela noite em que “não havia lugar para eles na hospedaria” (cf. Lc 2,7), de outra forma: há lugar para Cristo em nossos corações e, através de todas essas e outras ações, apesar dos nossos limites, tivemos a oportunidade de ser Belém.

Em nome da Paróquia Imaculado Coração de Maria, obrigado por ter sido “Belém” ao longo deste ano. Através da sua dedicação, Deus se revelou providente a muitos de nossos irmãos e irmãs. Continuemos sendo sempre casa a todos os que necessitam do alimento da Palavra, do Pão e da Caridade.

Feliz Natal!
Pe. Eguione Nogueira Ricardo, cmf.

Sobre o autor

Padre Eguione Nogueira

Missionário claretiano, nasceu em Ceres-GO aos 15 de fevereiro de 1987. Ingressou no Seminário Menor da Congregação dos Missionários Claretianos em Pouso Alegre-MG no ano 2002, cursando o Ensino Médio. Entre os anos 2005 e 2007 cursou Filosofia nas Faculdades Claretianas de Batatais-SP. Fez o noviciado na cidade de Cochabamba-Bolívia, onde emitiu os Primeiros Votos Religiosos no ano 2009. Entre os anos 2009 e 2013 cursou Teologia no Studium Theologicum de Curitiba-PR, sendo que em 2011 fez uma experiência apostólica em Moçambique. Foi ordenado presbítero no ano 2014 e destinado a trabalhar na cidade de Contagem-MG como vigário paroquial e auxiliar de formação. Entre 2015 e 2017, estudou Teologia Pastoral na cidade de Madri. Atualmente é Pároco na Paróquia Imaculado Coração de Maria em Curitiba/PR, e professor no Studium Theologicum.